Ex-chefe do Gaeco admitiria demissão

image_pdfGerar PDFimage_printImprimir

Ex-coordenador do Gaeco, o promotor de Justiça Marco Aurélio de Castro estaria admitindo a possibilidade de pedir demissão do cargo.

Após fazer um mestrado em Marília, São Paulo, ele poderá se desligar do MPE por questões pessoais. 

Marco Aurélio esteve à frente do Gaeco por dois anos e, sob seu comando, o grupo deflagrou operações importantes, que culminaram, por exemplo, na prisão de políticos como o ex-deputado José Riva e o ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto.

Ao todo, segundo o promotor, o Gaeco deflagrou dez operações em sua gestão, entre elas a Aprendiz, a Imperador, a Ventríloquo, a Metástase e a Arqueiro.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *